abril 27, 2011

Marcha da Maconha propõe debate democrático pela descriminalização e legalização da maconha

PICICA: Amparado na Constituição Brasileira, o advogado André Barros, tendo como argumento a liberdade de expressão e o direito de reunião e manifestação, defende e convoca a população do Rio de Janeiro a apoiar a Marcha da Maconha. Wálter Fanganiello Maierovitch, Desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo e presidente e fundador do Instituto Brasileiro Giovanni Falcone de Ciências Criminais, professor de pós-graduação em direito penal e processual penal, além de professor-visitante da Universidade de Georgetown (Washington-EUA) afirma que a manifestação dos militantes é legítima em países democráticos. 
De: | Criado em: 26/04/2011
Na noite da quinta feira 21 de Abril de 2011 a tropa de Choque da PM do RJ destacou dez policiais para prender por apologia as drogas 4 militantes que distribuiam na Lapa panfletos convocando para a Marcha da Maconha. Em resposta, no dia 26 de Abril o advogado André Barros convocou uma panfletagem em frente ao Fórum do Rio de Janeiro, aonde também comemorou o seu aniversário.

A liberdade de expressão e o direito de reunião e manifestação é um direito garantido na constituição brasileira, na constituição do estado do Rio de Janeiro e na declaração universal dos direitos humanos. Sendo assim, qualquer prisão por panfletagem ou realização da Marcha da Maconha é ilegal e considerada abuso de autoridade!!!

Lutar pela legalização da Maconha não é apologia!!!
Usar, portar e plantar maconha para consumo próprio não dá pena de prisão!!!

VAMOS LUTAR PARA QUE A POLÍCIA e OS POLÍTICOS CUMPRAM A LEI!!!

Dia 7 de Maio de 2011, concentração da MARCHA DA MACONHA no Jardim de Alá, em Ipanema, Rio de Janeiro!

www.marchadamaconha.org

Um comentário:

Paulinho Legal disse...

Cara,

acho que nunca vi um protesto tão bem humorado. Parabéns!

"(...) apaga a fumaça do revólver da pistola, manda a fumaça do cachimbo prá cachola, acende, puxa, prende, passa. índio quer cachimbo, índio quer fazer fumaça (...)"

"(...) Essa tribo é atrzada demais, eles querem acabar com a violência, mas a paz é contra a lei e a lei é contra a paz (...)"

Gabriel o pensador!